sexta-feira, 15 de julho de 2016

Radialistas realizam encontro, da categoria paulista, na cidade de Campinas

Pela sétima vez os radialistas paulistas se reúnem para discutir soluções para seus problemas


Por Ronaldo Werneck


Começa hoje (15/07), a partir das 18h00, em Campinas, o sétimo encontro dos radialistas do interior, realizado pelo Sindicato dos Radialistas do estado de São Paulo.

Com o tema em forma de questão "A crise é Cibernética?", a diretoria da entidade procura questionar, junto aos radialistas do interior do estado, o avanço das novas tecnologias que vem substituindo, paulatinamente, atividades, ora preponderantemente, dos trabalhadores. Mas não é só isso. Essa discussão gira em torno de como o avanço tecnológico é montado, com o convencimento dos trabalhadores, de que isso é uma "evolução natural" do desenvolvimento da economia. 

No encontro também irá ser discutido outros fenômenos que tem relação direta com os radialistas paulistas, como a conjuntura política, o assédio moral no local de trabalho, novas tecnologias e novas doenças profissionais.

Programado para acontecer a partir de hoje até domingo (17/07), espera-se a participação máxima de 70 profissionais, limitado devido a disponibilidade para este evento. O encontro foi organizado com a prerrogativa de inscrições, que já foram encerradas.

Um fenômeno exclusivo da capitalismo, a substituição da força de trabalho dos trabalhadores por máquinas ou programas de computadores, tem levado cada vez mais a diminuição de trabalhadores contratados nas emissoras de rádio e TV. Quando não ao constante acúmulos de funções sem a devida remuneração, como determina a legislação da categoria.

As pressões dos patrões sobre os trabalhadores, para garantir mais valia, leva a organização das empresas a implementar uma série de posturas que, se não houver reação dos trabalhadores, condiciona os mesmos a desenvolverem doenças ocupacionais.

Como se vê uma coisa está ligada a outra. O que, de fato se percebe, é que os trabalhadores de rádio e TV precisam se ligar, pois nada acontece por acaso. Em meio a este "mar de obstáculos e problemas", que se avolumam, a saída é a conscientização. E este encontro promove justamente isto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário